Museu Monteiro Lobato

Museu
Monteiro Lobato

Museu Monteiro Lobato

 

Editais/Prêmios:
Edital ProAc nº13/2019 de Modernização de Museus e Arquivos

(EM DESENVOLVIMENTO)

O projeto

 

A modernização do Museu Histórico Folclórico e Pedagógico Monteiro Lobato está inserido dentro do projeto de requalificação dos museus do interior do estado de São Paulo. propõe a adequação desde o acervo até a expografia: uma nova Política de Aquisição de Acervos, criando um processo de aquisição de acervo digital, soluções de organização e salvaguarda do acervo já existente e o adquirido a partir da implementação do banco de dados digital Tainacan e novos paradigmas de comunicação, desde a elaboração de uma nova expografia, até a criação de um portal interativo que aperfeiçoe a experiência tanto do visitante, quanto do pesquisador interessado no acervo do museu.

O projeto foi pensado a partir do Plano Museológico elaborado pela Expomus, ACAM Portinari e SISEM SP, financiado pela Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo em 2010.
O museu funciona na casa onde o escritor Monteiro Lobato nasceu e viveu até os 12 anos, imóvel que pertencia ao seu avô materno, o Visconde de Tremembé. Uma construção feita em taipa e pilão, exemplo típico das chácaras das “Cidades do Café” do século XIX. Durante as obras de restauro realizadas em 1979, foram conservados os vãos das portas e janelas e o piso de tijolos em dois cômodos. Tombado pelo CONDEPHAAT E IPHAN, pretende-se utilizar 5 cômodos para a nova proposta expográfica.

Atualmente o museu funciona com uma visita guiada com os personagens (Narizinho, Pedrinho, Dona Benta, Tia Anastácia e Visconde), explanando a vida e obra de Monteiro Lobato, encerrando com uma apresentação teatral referente a obra lobatiana.
O Museu conta, ainda, com uma vasta área verde conhecida como Parque Sítio do Pica-pau Amarelo, de 18 mil m². Segundo o Departamento de Meio Ambiente, Turismo e Cultura do Estado de São Paulo, o Museu Monteiro Lobato é o mais visitado do interior paulista. Em 2016 contabilizou-se 106.994 visitantes, 2017 um total de 86.640, já 2018 com111.001 e o presente ano de 2019 contabilizaram 67.633 visitantes até o mês de junho.

A nova expografia do museu tem o intuito de propor outras camadas de leituras do acervo (consideramos acervo aqui o já existente no museu e o acervo digital que será coletado), oferecendo uma nova experiência estética sobre a vida e obra
do Monteiro Lobato. Serão utilizados recursos tecnológicos
como projeções, vídeo mapping, vídeo-instalação, salas
sonoras com recurso binaural, entre outras soluções possíveis. Propomos relacionar a vida e obra do autor com arte contemporânea e com um contexto expositivo que
proporcione a imersão do visitante, ressignificando as suas
relações com o espaço. Isso se torna possível pois há uma sensibilidade na arte contemporânea (artes plásticas, arte e tecnologia, entre outros) capaz de atravessar o mundo
imediato da visibilidade e se conectar das mais diversas
maneiras com o seu entorno.